Portal do Beneficiário

23/02/2022 09:30

Nove fatos que esclarecem fake news sobre o nosso plano de saúde

Tempo de leitura: 8 minutos

Nessa notícia você verá sobre:

1. Legalidade da associação
2. Responsabilidade da Petrobras na gestão do plano
3. Relação de custeio entre patrocinadoras e beneficiários
4. Custo administrativo do benefício
5. Continuidade do modelo de autogestão
6. Prazos para liberação de cirurgias
7. Qualidade dos materiais cirúrgicos aprovados
8. Descontos do plano
9. Processo de reembolso

Ser um benefício cada vez mais moderno, eficiente e transparente é apenas um dos objetivos que norteiam o nosso trabalho diário desde a transição, em abril de 2021. E como toda mudança gera dúvidas, algumas fake news acabam circulando por aí, infelizmente. Por isso, reunimos as verdades que comprovam a integridade do nosso plano contra nove mitos que têm sido compartilhados. Vamos a eles?

1 - FAKE: A criação do plano é ilegal, e a eleição dos conselhos deliberativo e fiscal serve para legitimar a transição

O FATO: Nossa associação foi constituída pela Petrobras e pela Transpetro em assembleia geral, realizada em 18 de setembro de 2020. Em uma ação judicial aberta em Macaé para questionar nossa legalidade, as alegações foram julgadas improcedentes, o que só reafirma que a transição foi realizada conforme com os controles de governança e compliance estabelecidos na Petrobras. A eleição para os nossos conselhos deliberativo e fiscal foi apenas um processo para os beneficiários escolherem quem preferem que os representem nas tomadas de decisão sobre o plano.

simboloverde_divisor.webp

2- FAKE: A transição para Saúde Petrobras tirou a responsabilidade da companhia na gestão do plano

O FATO: A Petrobras continua participando das decisões do plano por meio de uma área em seu RH que fiscaliza nossa operação, além de ter representantes em nossos conselhos. Ainda, qualquer alteração em nosso regulamento precisa ser validada pela companhia, e qualquer modificação no escopo do plano depende de Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), a partir de negociação com as entidades sindicais.

simboloverde_divisor.webp

3- FAKE: A Petrobras repassou todo o custeio do plano aos beneficiários?

O FATO: Os custos administrativos são arcados integralmente pelas patrocinadoras, sem nenhuma participação dos beneficiários. Os beneficiários arcam tão somente com os custos assistenciais do plano: consultas, hospitalizações e procedimentos em geral. De acordo com o ACT negociado, atualmente a relação de custeio é de 60% para as patrocinadoras e 40% para os beneficiários. Nada mudou com o advento da Saúde Petrobras.

simboloverde_divisor.webp

4 - FAKE: Os custos aumentaram após a transição

O FATO: Os custos reduziram após a transição. A percepção de nossos associados de aumento do nosso plano passa por quatro fatores principais: nova tabela de grande risco, aumento da margem consignável, aumento do percentual de participação do beneficiário e reajuste anual da mensalidade (grande risco) de acordo com o índice de Variação de Custo Médico-Hospitalar (VCMH). Nenhum deles tem qualquer relação com a transição para a Saúde Petrobras, mas ao Acordo Coletivo de Trabalho celebrado nas patrocinadoras. Confira mais detalhes sobre esses quatro fatores.

simboloverde_divisor.webp

5 - FAKE: As patrocinadoras podem se retirar do plano a qualquer momento

O FATO: Está definido em ACT (cláusula 30) que a companhia concederá o plano para empregados, aposentados, pensionistas e seus respectivos dependentes, desde que atendam aos critérios de elegibilidade presentes no regulamento. O modelo adotado continuará sendo de autogestão, da qual a Petrobras é patrocinadora majoritária, sendo vedada a venda da carteira de beneficiários. Para mais informações sobre esse modelo, visite o site da União Nacional das Instituições de Autogestão em Saúde (Unidas).

simboloverde_divisor.webp

6 - FAKE: O processo de liberação de cirurgias é demorado

O FATO: Nossos registros apontam para uma média de liberação de um dia para internações sem órteses, próteses e materiais especiais (OPME) e sete dias com OPME em janeiro de 2021, abaixo dos prazos de autorização definidos por ACT, que são iguais ou menores ao teto estabelecido pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Saiba mais sobre o tema.

simboloverde_divisor.webp

7 - FAKE: A qualidade dos materiais cirúrgicos aprovados é baixa

O FATO: Muito pelo contrário. Nossa busca por melhores padrões de qualidade, pensando na saúde dos nossos beneficiários, foi o motivo da criação da nossa junta médica e odontológica, responsável por uma segunda análise dos procedimentos e materiais prescritos em casos de divergência técnica. Essa equipe é formada pelo médico ou dentista solicitante, nosso profissional auditor e um profissional desempatador, que dará o parecer final. Os conselhos profissionais também podem atuar como desempatadores.

simboloverde_divisor.webp

8 - FAKE: Os descontos do plano são abusivos e pouco claros

O FATO: Esse tópico é tratado de modo recorrente com os nossos beneficiários, sempre com muita clareza e transparência, como quando divulgamos que o nosso plano de saúde funciona como um condomínio ou os 4 fatores que levaram ao aumento da contribuição em 2021. É importante destacar que toda e qualquer alteração em nossa forma de contribuição é debatida e aprovada em ACT, além de ser amplamente divulgada em nossos canais com antecedência. Também é possível acompanhar com transparência as despesas do plano por meio dos extratos de uso e financeiro.

simboloverde_divisor.webp

9 - FAKE: O processo de reembolso é muito complicado e as solicitações são recusadas com frequência

O FATO: Todas as informações para a realização desse processo sempre estão disponíveis na página de reembolso do nosso site. Essa seção contém um checklist interativo para a consulta dos documentos necessários e um modelo de nota fiscal correta. Confira os cinco erros mais comuns que impedem o sucesso das solicitações.

Fato ou Fake?

Você já ficou na dúvida sobre o funcionamento do nosso plano por causa desses boatos? Criamos uma nova área no nosso site dedicada a reunir os esclarecimentos para os boatos que rodam por aí: confira a página Fato ou Fake e nos ajude a levar as informações corretas para o maior número de pessoas. Dessa forma, iremos combater juntos a desinformação.

Veja também

Mais credenciados: nossa rede de atendimento cresceu 54% em 2021

Retrospectiva 2021: confira o que conquistamos juntos neste primeiro ano de Saúde Petrobras

Ver todas as notícias
Whatsapp