Portal do Beneficiário

03/03/2021 17:50

Reajuste anual da mensalidade do benefício saúde acontecerá a partir de março

A cada ano, no mês de março, reajustamos nossas mensalidades, seguindo a tabela de grande risco, conforme previsto na cláusula 31 do ACT 2020/2022. Esse reajuste, que considera um período de 12 meses encerrados, é necessário para manter o equilíbrio financeiro do plano – assim conseguimos arcar com todos os custos e continuar proporcionando os melhores serviços, levando em conta a variação de preços de exames, consultas, terapias, internações e serviços ambulatoriais. Por isso, a partir de março de 2021, entra em vigor uma nova tabelo de grande risco, reajustada em 12,5% de acordo com o Índice de Variação de Custo Médico-Hospitalar (VCMH).

É importante destacar que o ajuste anual da mensalidade não altera a relação de custeio do plano, que em 2021 será de 60% por parte das patrocinadoras e 40% por parte dos beneficiários.


Como o VCMH é calculado?

O VCMH é apurado pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), referência no mercado de saúde. Esse índice é amplamente utilizado no país, sendo inclusive o referencial adotado pela Petrobras. Para cálculo do índice, é considerada a despesa média por beneficiário em um período de 12 meses, diminuindo assim os efeitos de sazonalidade.

Na última edição publicada no site do IESS, foi analisado o período encerrado em março de 2020. A pesquisa utilizou como amostra mais de 783,7 mil beneficiários de operadoras de abrangência nacional, comparando a frequência de utilização com os preços dos serviços de saúde.

Confira nossa nova tabela de grande risco para saber quanto será sua mensalidade:

mensalidades_mar2021.jpg

Ver todas as notícias
Whatsapp