Portal do Beneficiário

13/05/2022 15:13

Por que o pré-natal é fundamental para a saúde da gestante e do bebê?

Se o ideal é acompanhar como anda a saúde regularmente, de forma preventiva, essa necessidade se torna ainda maior quando o corpo passa a ser responsável por gerar um novo ser. É aí que entra o pré-natal, que tem um papel fundamental no desenvolvimento saudável do bebê e na redução dos riscos da gestante.

O acompanhamento realizado no pré-natal, por meio de exames clínicos e laboratoriais, permite a prevenção ou detecção precoce de patologias, tanto da mãe quanto do bebê. Com o pré-natal, é possível diagnosticar doenças silenciosas às vezes desconhecidas pela gestante até então, como hipertensão arterial, diabetes, anemia e por aí vai.

A tão temida pré-eclâmpsia, uma das principais causas de mortalidade no Brasil segundo o Ministério da Saúde, pode ser descoberta precocemente ou até mesmo evitada no pré-natal. No caso do bebê, consegue-se identificar más formações em fases iniciais.

O pré-natal tem esse superpoder de salvar vidas. Sua importância é comprovada, prevista em lei - direito assegurado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente - e regulamentada pelo Ministério da Saúde. Mais do que identificar doenças, também é uma oportunidade para os pais entenderem melhor acontecimentos tão singulares quanto a gestação, o parto e o puerpério – período pós-parto popularmente conhecido como resguardo.

Nas consultas do pré-natal são fornecidas orientações essenciais sobre hábitos de vida, atividades físicas, medicamentos, nutrição etc. É o momento ideal para tirar dúvidas como “tenho que abrir mão de comida japonesa?” ou “posso continuar frequentando a academia normalmente?” com o médico que acompanha a saúde da gestante de perto, para uma avaliação e orientação individualizada.

Plano de parto

O Ministério da Saúde recomenda que sejam feitas pelo menos seis consultas de pré-natal, com frequência mensal ou quinzenal a depender do nível de risco de cada gestação. Nessas consultas, além de orientações e monitoramento da saúde, também é alinhado o plano de parto – os desejos e cuidados que a gestante quer para si e para o bebê no nascimento e durante a estadia no hospital.

Alguns exemplos de conversas e alinhamentos que podem ser feitos com o médico: o parto será normal ou cirurgia cesariana? Quais são as vantagens do parto normal? Quais são as indicações para realização da cesariana?

Cartão da Gestante

Para não deixar nenhum detalhe importante de lado, é interessante anotar as principais informações sobre a gestação e ter sempre por perto, apresentando esse resumo em todos os estabelecimentos de saúde e na admissão na maternidade, no momento do parto.

Nossas beneficiárias podem contar com nosso Cartão da Gestante, que disponibilizamos para facilitar e trazer mais tranquilidade a essa jornada. Baixe, imprima e aproveite!

Cartão da gestante

Para imprimir corretamente, selecione: Imprimir > Propriedades > Acabamento > Imprimir em ambos os lados > Virar páginas para cima.

Além do cartão, temos outros conteúdos e serviços voltados para gestantes e bebês, como o percentual de partos realizados por nossos credenciados, o app Canguru e o programa complementar Parto Adequado. Confira tudo isso na área da gestante.

Consulte mais informações sobre gravidez no site do Ministério da Saúde.

Ver todas as notícias
Whatsapp