Portal do Beneficiário Área do Credenciado

10/09/2022 12:00

Setembro Amarelo: saiba como você pode ajudar na prevenção ao suicídio

Você sabia que a maioria dos casos de suicídio poderiam ser evitados se as vítimas tivessem buscado ajuda ou se as pessoas próximas identificassem os sinais de que algo errado estava acontecendo? Saber reconhecer os sinais de alerta em si mesmo ou em alguém à sua volta pode ser o primeiro e mais importante passo.

O fato é que não existe uma “receita” para detectar seguramente um comportamento suicida, mas geralmente um indivíduo em sofrimento apresenta sinais que podem chamar a atenção. E, ao contrário do que muitos pensam, conversar abertamente sobre o assunto não influenciará para que a pessoa complete o ato. Muito pelo contrário: você pode descobrir como ajudá-la a suportar sentimentos e incentivá-la a procurar apoio profissional.

Como reconhecer que alguém precisa de ajuda?

Existem alguns fatores de risco associados aos comportamentos suicidas e a pandemia de Covid-19 contribuiu para agravar o cenário. Por isso, é importante ficar atento a situações ou comportamentos que podem indicar a necessidade de ajuda.

sinaisdealerta.jpg

  • Diagnóstico de doença psiquiátrica ou problemas de saúde mental;
  • Tentativa prévia de suicídio ou histórico familiar de comportamento suicida;
  • Abuso e dependência de álcool e outras drogas;
  • Comportamento impulsivo e mudanças marcantes de hábitos;
  • Isolamento e perda de interesse por atividades de que gostava;
  • Sentimento de tristeza, baixa autoestima e impotência;
  • Utilização de frases como "preferia estar morto", "quero desaparecer", entre outras.

4 dicas para ajudar pessoas com comportamento suicida

1) Converse

Ouça com atenção o que a pessoa está sentindo, sem julgamentos e preconceitos, e demonstre que você é uma pessoa de confiança.

converse.png

2) Acompanhe

Procure ficar por perto para saber como a pessoa está se sentindo e o que ela está fazendo.

acompanhe.png

3) Incentive

Estimule a busca por ajuda profissional, como um médico ou profissional de saúde mental, e se ofereça para acompanhá-la.

incentive.png

4) Proteja

Se você acha que é uma situação de perigo imediato, não deixe a pessoa sozinha. Procure ajuda de profissionais de serviços de emergência, entre em contato com alguém de confiança e tire de perto possíveis meios letais, como armas de fogo, objetos cortantes, medicamentos, pesticidas, entre outros.

proteja.png

Fique ligado nos conteúdos que vamos divulgar ao longo deste mês no nosso Instagram com a hashtag #SetembroAmarelo.

Para mais informações, consulte os sites da campanha Setembro Amarelo e do Centro de Valorização da Vida, fontes que utilizamos para produzir esse conteúdo.

Ver todas as notícias
Whatsapp

Inscreva-se para receber notificações!

Quer receber as últimas notícias da Saúde Petrobras?