EXTRATO FINANCEIRO

O extrato financeiro chegou para revolucionar a forma como nossos beneficiários acompanham a cobrança das despesas do plano de saúde, trazendo mais transparência ao processo. A funcionalidade está disponível para todos os titulares no Portal do Beneficiário e detalha as cobranças feitas nos últimos cinco anos, além de mostrar a evolução do saldo devedor. 

Com o extrato financeiro, fica mais fácil consultar o que foi cobrado em cada mês: mensalidade (grande risco), coparticipação (pequeno risco) e despesas do Benefício Farmácia, entre outros. Também é possível identificar com clareza cobranças referentes ao saldo devedor, e o montante de despesas devidas que continua acumulado nesse saldo.

O extrato  mostra ainda os reembolsos realizados no período. E detalha as despesas com Benefício Farmácia, indicando o valor cobrado ou reembolsado por cada medicamento.

 

Clique aqui para consultar seu extrato financeiro.

 
 

DIFERENÇA ENTRE OS EXTRATOS

O extrato de utilização do plano traz a visão dos serviços de saúde utilizados no mês. Porém, por causa do limite de desconto (margem consignável), nem todo serviço é cobrado no mesmo mês em que foi utilizado.

É aí que entra o extrato financeiro, trazendo essa visão do que foi efetivamente cobrado e em que mês. Por isso, o saldo devedor deve ser consultado no extrato financeiro, e não mais no extrato de utilização, como antes.

Para saber quando um serviço cobrado em um determinado mês foi utilizado, deve ser consultada a coluna ‘data de referência’ no extrato financeiro, que informa o mês e ano em que o lançamento a débito ou crédito foi notificado ao plano – por exemplo, quando uma consulta médica é enviada pelo credenciado ao plano para faturamento. 






+ Ver lista de destaques